"Precisamos da sua ajuda", declarou na semana passada o serviço de emissão de moedas (MINT). "O problema é que a circulação das moedas de certa forma parou", declarou, nesta quarta-feira, o presidente da Reserva Federal, Jerome Powell.

"Como os negócios estavam fechados, os bancos estavam fechados, os clientes não estavam a gastar e as moedas deixaram de circular", completou. Na prática, isso significa que, por exemplo, muitas vezes os comerciantes não têm troco para devolver aos clientes.

Os americanos foram, assim, incentivados a pagar as suas compras com a quantidade exata de dinheiro e colocar em circulação as moedas que têm acumuladas.

"Há uma grande quantidade de moedas na economia, mas o ritmo de circulação ficou mais lento e isso significa que as pessoas nem sempre as terão quando precisarem", declarou o MINT em comunicado.

A Reserva Federal criou uma equipa dedicada para lidar com o problema. Até ao fim do ano, serão prensadas mensalmente 1,65 mil milhões de moedas, quando o normal é mil milhões.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.