"Os dados que hoje foram divulgados confirmam que estamos no bom caminho, mas mais do que o comprazimento com estes resultados e com o facto de serem os mais baixos em cinco anos, estes dados incentivam-nos e dão-nos um ânimo muito grande a prosseguimos nesse trabalho", sublinhou Vasco Cordeiro.

O chefe do executivo açoriano, que falava aos jornalistas após a entrega da proposta de programa do Governo para os próximos quatro anos, na sede do parlamento regional, na Horta, ilha do Faial, adiantou que está focado em criar mais postos de trabalho.

"Reconhecemos que ainda existem açorianos que estão à procura de emprego, do primeiro emprego, e com as políticas que temos desenvolvido também podemos ajudar a economia privada a criar emprego", frisou o governante.

Vasco Cordeiro registou, por outro lado, "com particular satisfação" o que designou de "significativa diminuição do desemprego jovem" nos Açores.

A taxa de desemprego baixou no país 0,3 pontos percentuais para 10,5% no terceiro trimestre de 2016, face ao anterior, e 1,4 pontos percentuais face ao trimestre homólogo de 2015.

No terceiro trimestre de 2016, a taxa de desemprego foi superior à média nacional em cinco regiões do país: Madeira (13,2%), Alentejo (12,0%), Norte (11,8%), Área Metropolitana de Lisboa (10,9%) e Açores (10,7%).

Segundo uma nota de imprensa do Governo Regional, a taxa de desemprego de 10,7% registada nos Açores é já a terceira menor do país.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.