De acordo com a mesma fonte, na viatura seguiam quatro homens de nacionalidade nepalesa, que desobedeceram a uma ordem de paragem de uma patrulha da GNR e se colocaram em fuga, acabando por se despistar, na Estrada Nacional (EN) 120.

Um dos feridos foi transportado de helicóptero para o Hospital de S. José, em Lisboa, e outro para o Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.

Segundo o relato da GNR, o veículo ligeiro passou por volta da 01:00 numa operação Stop, na EN 393, perto de Vila Nova de Milfontes, Odemira, sem ter sido mandado parar, mas, depois, os militares detetaram que não tinha iluminação na retaguarda.

A situação foi comunicada a uma patrulha que se encontrava noutro local, na EN 120, na zona de S. Teotónio, onde a viatura foi avistada e mandada parar.

Contudo, segundo a GNR, os nepaleses, depois de "abrandarem a marcha, fazendo querer que iriam parar, arrancaram a alta velocidade e fugiram" aos militares, que "deixaram de ver o carro".

Minutos depois, a patrulha que seguiu no seu encalce "encontrou a viatura despistada e fora da estrada", ao quilómetro 113 da EN 120.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja, o alerta para o acidente foi dado às 01:22, tendo sido mobilizados os Bombeiros de Odemira e meios do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), incluindo um helicóptero.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.