Victor Valdovinos revelou à publicação norte-americana que Singer abusou-o sexualmente enquanto trabalhava como figurante no filme "Apt Pupil", de 1998. Tendo 13 anos na altura do caso, Valdovinos diz que o realizador agarrou nos seus genitais e masturbou-os nos balneários do set de filmagens.

Outros dois homens, identificados com os pseudónimos Eric e Andy, acusam o realizador de ter relações sexuais com eles quando tinham 17 e 15 anos, respetivamente, sabendo que ambos ainda não tinham atingido a idade do consentimento - 18 anos - no estado da Califórnia, onde se deram as ocorrências. Singer teria à época 31 anos.

Um quarto homem - que a revista identificou com o nome Ben - disse que desempenhou atos de sexo oral com Singer quando tinha "17 ou 18 anos" e que este "colocava as mãos dentro das tuas calças sem consentimento", sendo "predatório no sentido em que dava álcool e drogas às pessoas e depois tinha sexo com elas".

Os autores desta peça, Alex French e Maximillian Potter, conduziram esta investigação ao longo de 12 meses e falaram com mais de 50 fontes para publicar este trabalho.

O representante legal de Singer, Andrew Brettler, já reagiu à reportagem, negando as acusações e dizendo que Singer nunca foi acusado ou detido por qualquer crime e que o seu cliente nega categoricamente ter tido sexo com menores.

Estas não são as primeiras acusações feitas a Bryan Singer. Em 2014, Michael Egan colocou o realizador em tribunal, alegando que este o violou várias vezes no Havai em 1999, quando tinha apenas 17 anos, mas o caso caiu por terra quando foram encontradas discrepâncias na história de Egan.

Três anos depois, Cesar Sanchez-Guzman alegou ter sido abusado sexualmente num iate em 2003, quando tinha 13 anos, estando um processo pendente em tribunal. Em ambos os casos, Singer negou qualquer responsabilidade.

Já em outubro, Singer tinha feito um post na sua conta de Instagram em antecipação a um possível artigo da revista Esquire, acusando os jornalistas desta publicação de demonstrar "um desrespeito imprudente pela verdade, fazendo suposições que são ficcionais e irresponsável" e de planear o artigo para sair na mesma altura do lançamento do filme "Bohemian Rhapsody", que ajudou a realizar.

Singer foi despedido em dezembro de 2017 durante a rodagem do filme sobre a banda inglesa - nomeado para cinco óscares - mas é ele o realizador oficialmente creditado.

O realizador, que foi contratado para dirigir o filme Red Sonja, é responsável por películas como "Os Suspeitos do Costume", "Super-Homem: O Regresso" e "X-Men: Dias de um Futuro Esquecido".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.