Avança o Jornal de Notícias esta quarta-feira, 20 de novembro, que no Bairro Social da Integração foi construído pela Câmara um muro de dois metros que isola este bairro das restantes moradias, o que está a gerar descontentamento entre os moradores.

"Dizem que nos temos de integrar na sociedade, mas construíram aqui um muro de Berlim. Deste lado, são os ciganos, dali são as vivendas. É o nosso muro da vergonha", diz Sandra Mafra, 50 anos, ao jornal.

A sua mãe, Júlia Mafra, de 78 anos, diz que até fica "afrontada a olhar para isto. Sinto falta de ar", conta.

O Bairro Social da Integração, onde moram 47 pessoas, foi alvo de obras de requalificação nas suas 18 casas, o que agradou os moradores, mas o muro construído na sequência das obras é tudo menos consensual.

Além de isolar o bairro, o muro criou problemas ao nível da circulação automóvel, já que rouba espaço às faixas de rodagem e tira lugares de estacionamento. Acresce a isto o facto de que para as 18 habitações do bairro existe apenas um caixote do lixo.

A vereadora do Desenvolvimento Social da Câmara de Leiria, Ana Valente, disse ao jornal de notícias que a construção do muro se prende com a “necessidade de definir os limites do terreno com os terrenos adjacentes”. A intenção do município é que este muro integre o projeto Paredes com História, isto é, que seja pintado por artistas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.