O Templo de Nabu, que era um dos monumentos que ainda se mantinha de pé na cidade de Nimrub foi totalmente destruído como mostra o vídeo. Apesar de a informação ter sido apenas divulgada agora, a destruição aconteceu em abril passado.

No vídeo de 10 minutos é possível ver membros do EI a festejar a destruição, com recurso a explosivos, do Templo de Nabu, um monumento em honra desta divindade assíria, venerada como deus da escrita e das artes.

É possível ainda ver-se pela primeira vez a destruição de dois dos quinze portões da antiga cidade de Nínive, em Mossul, um dos redutos do EI no país.

No entanto, fica a ameaça de que o próximo alvo pode ser as pirâmides de Gizé no Egito, que fazem parte das sete maravilhas do mundo moderno, escreve o El Mundo. O vídeo termina com um militante do EI a ameaçar destruir “com a ajuda de Deus” as pirâmides de Gizé. O jihadista promete eliminar “os monumentos antigos contruídos pelos infiéis”.

Desde que Mossul está nas mãos do EI que os jihadistas têm feito uma série de ataques continuados ao património cultural no norte do Iraque. Desde então já foram destruídas a cidade fortificada de Hatra, as estátuas do Museu de Mossul, as ruínas de Dur Sharrukin, uma das capitais da civilização assíria, e a cidade de Nimrud.

Mas a destruição também já chegou ao outro lado da fronteira síria onde os extremistas atacaram a cidade histórica de Palmira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.