Descontentes com os candidatos presidenciais franceses, um grupo de fãs de Barack Obama decidiu promover uma campanha denominada “Obama17”. A ideia é convencer o ex-presidente norte-americano a candidatar-se às eleições francesas.

Mais do que uma proposta real - já que o presidente tem de ser cidadão francês - o movimento visa marcar uma posição e dar "esperança" aos franceses. Segundo a ABC News e o The Washington Post, chegaram mesmo a ser vistos cartazes em Paris a promover esta inusitada campanha.

No site da petição, a escolha por Obama é justificada da seguinte forma: o ex-presidente norte-americano tem o melhor currículo do mundo para a função em causa; ainda é possível votar num presidente, mas não se pode votar contra um candidato; e porque esta é uma oportunidade de dar uma lição de democracia, numa altura em que França se prepara para votar massivamente na extrema-direita.

Para assinar basta indicar nome e contacto de email. O objetivo é recolher um milhão de "promessas de voto", ou assinaturas. A data limite é 15 de março.

Um porta-voz do grupo, questionado pela ABC News disse que “a ideia surgiu há dois meses, antes do fim da presidência de Obama. Sonhámos com a possibilidade de votar em alguém que realmente admiramos. (…) E pensámos, quer seja possível ou não, quer ele seja francês ou não, temos da fazer isto, para dar aos franceses esperança… viva à República, viva a Obama, viva à França e aos EUA”.

A primeira volta das eleições presidenciais francesas realiza-se a 23 de abril próximo. Caso seja necessária uma segunda volta, este escrutínio realiza-se em maio. Os principais candidatos são François Fillon (Partido Republicado, direita conservadora), Benoît Hamon (Partido Socialista, centro-esquerda), Emmanuel Macron (movimento Em Marcha!, liberal independente), Jean-Luc Mélenchon (Frente de Esquerda, representa os comunistas e parte da extrema-esquerda), Marine Le Pen (Frente Nacional, extrema-direita).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.