Em declarações à Lusa, Miguel Stilwell de Andrade adiantou que o fornecedor de energia em mercado livre, do grupo EDP, "procurou privilegiar as famílias, com maiores consumos", com tarifa simples, que terão uma redução na componente de consumo e um aumento na potência, o que permite "uma tarifa igual ou ligeiramente abaixo" à regulada.

As tarifas de eletricidade no mercado regulado descem 0,2% para os consumidores domésticos a partir de 01 de janeiro.

"O importante é olhar para o conjunto das duas coisas para poder comparar", defendeu o administrador do grupo EDP, realçando que a componente variável (consumo) - que descerá - representa cerca de 75% da fatura.

Já no caso da tarifa bi-horária, os preços da EDP Comercial serão entre 1% e 3% mais altos do que os praticados aos consumidores que ainda têm tarifa regulada: "Efetivamente no caso da tarifa bi-horária não vai ser possível termos preços competitivos".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.