Na nota, publicada pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a EDP indicou que, “através da sua subsidiária EDP Renováveis, S.A. detida em 74,98%”, assegurou “um Contrato de Aquisição de Energia (CAE) de 15 anos para a venda de energia limpa produzida por um projeto solar de 140 MWac [megawatts corrente alternada] no estado de Illinois, EUA”.

Segundo a EDP, “espera-se que o projeto entre em operação em 2024”, sendo que, com este contrato, “a EDPR tem agora >55% GW [gigawatts] assegurados de um total de 20 GW de objetivo para adições em 2021-25, conforme anunciado no Capital Markets Day da EDPR em fevereiro de 2021”.

Além disso, “esta transação permite à EDPR assegurar 2,9 GW de capacidade solar PV [fotovoltaica] nos EUA, de um total de 4,8 GW já assegurados na região para o horizonte 2021-25, o que compara com o objetivo de 8,8 GW de adições de capacidade renovável estabelecido para a América do Norte em 2021-25”.

Na mesma nota, a elétrica destacou ainda que “o sucesso da EDPR em assegurar novos CAEs reforça o seu perfil de baixo risco e estratégia de crescimento baseada no desenvolvimento de projetos competitivos e com visibilidade de longo prazo, promovendo a aceleração da transição energética e a descarbonização da economia”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.