"Não tenho de fazer comentários em relação a declarações de Catarina Martins, mas acho que o nosso combate, da parte do PCP e da CDU, é o seu reforço, naturalmente com esta questão de o PS poder ficar com as mãos livres se alcançar uma maioria absoluta", disse Jerónimo de Sousa, no Museu do Aljube - Resistência e Liberdade, no primeiro dia do período oficial de campanha eleitoral para as legislativas.

A coordenadora do BE, Catarina Martins, afirmara sábado que a disputa nas eleições legislativas de 06 de outubro é entre o PS e a esquerda.

"Mas a nossa luta e campanha eleitoral vai ser pela positiva, pelo reforço da CDU, mais do que estar a atacar qualquer perspetiva eleitoral. É para a frente, com a confiança do reforço da CDU, que estaremos profundamente empenhados", insistiu.

Durante a reunião de hoje, primeiro dia oficial de campanha eleitoral, Jerónimo de Sousa reiterou a defesa da consignação de pelo menos 1% do Orçamento do Estado para a cultura.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.