“Vamos apelar à CNE para que a corrupção eleitoral possa ser erradicada de uma vez por toda”, disse o candidato numa ação de campanha, hoje, no centro do Funchal.

Edgar Silva referia-se à agenda dos membros do Governo Regional, que têm andado pelo arquipélago a promover iniciativas que o comunista considera serem propaganda para o candidato do PSD e presidente do executivo madeirense, Miguel Albuquerque.

“Os membros do Governo [Regional] promovem também a candidatura do PSD, que dá suporte político a este Governo”, afirmou.

Para o comunista, a Madeira “não pode continuar a ser o oásis da corrupção eleitoral”, onde “usam e abusam dos dinheiros públicos, instrumentalizando-os para a direta e descarada propaganda do PSD”.

O candidato enumerou ainda as “inaugurações” que os membros do Governo Regional fizeram nos últimos dias.

“Todos os secretários regionais, sem exceção, estão espalhados pela região em atos públicos que não servem mais do que para fazer campanha eleitoral”, frisou.

“Isto é vergonhoso. Nem na mais reles república das bananas é admissível”, acrescentou Edgar Silva.

Numa tribuna pública realizada numa das mais movimentadas ruas do Funchal, o candidato da CDU pediu ainda mais votos para a coligação e mais deputados, por forma a conseguir dar o “novo rumo que a autonomia precisa”.

Nas últimas eleições, a CDU conseguiu eleger dois deputados para a Assembleia Legislativa da Madeira.

As eleições regionais legislativas da Madeira decorrem em 22 de setembro, com 16 partidos e uma coligação a disputar os 47 lugares no parlamento regional.

PDR, CHEGA, PNR, BE, PS, PAN, Aliança, Partido da Terra-MPT, PCTP/MRPP, PPD/PSD, Iniciativa Liberal, PTP, PURP, CDS-PP, CDU (PCP/PEV), JPP e RIR são as 17 candidaturas validadas para estas eleições, com um círculo único.

Nas regionais de 2015, os sociais-democratas seguraram a maioria absoluta - com que sempre governaram a Madeira - por um deputado, com 24 dos 47 parlamentares.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.