O empresário sul-africano de 50 anos, CEO da Tesla e fundador da SpaceX, foi reconhecido pela publicação pelos seus investimentos em viagens espaciais e novas tecnologias.

No início do ano, Musk ultrapassou a fortuna de Jeff Bezos, líder da Amazon, e tornou-se a pessoa mais rica do mundo graças a uma subida das ações da empresa em bolsa.

"O homem mais rico do mundo não é proprietário de uma casa e tem vindo a vender a sua fortuna. Ele põe satélites em órbita e utiliza o poder do sol; ele conduz um carro que criou, que não precisa de combustível e quase não precisa de condutor. Com um estalar de dedos faz a bolsa disparar ou desmaiar. Um exército de devotos paira sobre cada uma das suas declarações. Ele sonha com Marte enquanto cavalga a Terra, indomável. Mais recentemente, Elon Musk também gosta de "twittar" os seus cocós".

Esta é a descrição que a revista Time faz de Musk, o "zilionário". Este é o homem, acrescenta, "que aspira salvar o nosso planeta e encontrar-nos um novo para habitar: é um palhaço, um génio, um visionário, um homem do espetáculo e um industrial".

Elon Musk é um empreendedor. Co-fundou a plataforma de pagamentos PayPal e a construtora de carros elétricos Tesla. Mais recentemente, fundou a SpaceX, que já levou civis ao Espaço, a Neuralink, uma empresa de neurotecnologia que quer desenvolver "chips" para os cérebros humanos, e a Boring Company, que está a desenvolver túneis subterrâneos de alta velocidade como alternativa de mobilidade.

Investidor em criptomoedas e muito ativo no Twitter, abala o mercado sempre que decide partilhar alguma coisa. Mais recentemente, foi notícia por ter vendido ações suas na Tesla por 1,1 mil milhões de dólares (958 milhões de euros) e, com isso, ter arrastado o Índice Nasdaq. Antes de se concretizar, a intenção foi "sondada", claro, no Twitter.

Nascido na África do Sul, passou pelo Canadá antes de chegar aos EUA. Atualmente tem uma fortuna estimada de 151 mil milhões de dólares.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.