Os atrasos nas linhas de metro e de comboios são comuns, pelos mais variados motivos, mas, na terça-feira à noite, na estação de Euston, a interrupção deveu-se a um motivo peculiar: um gato estava em cima da carruagem de um comboio da Avanti West Coast, cerca de meia hora antes de partir para Manchester. E, segundo conta o The Guardian, não tinha qualquer intenção de sair de lá.

Tanto assim foi que os passageiros tiveram de ser transferidos para um outro comboio (com apenas um ligeiro atraso) e o comboio (onde estava o felino) foi retirado de serviço para que tentassem convencer o gato a mover-se da perigosa situação em que se encontrava — demasiado perto dos cabos suspensos de 25 mil volts.

No entanto, o gato parecia pouco incomodado e o impasse durou cerca de duas horas e meia. Só depois de ser colocado um contentor ao lado da carruagem é que o animal usou a "plataforma" para "desembarcar". Até ao momento, não se sabe como é que o gato chegou ao topo do comboio.

"Muitas vezes temos de lidar com aves dentro da estação, mas em todo o meu tempo aqui esta é a primeira vez que apanho um gato surfista de comboios", disse Joe Hendry, gestor da estação Network Rail de Euston, ao Guardian. "Felizmente, a curiosidade não matou este gato e estamos contentes por ele ter evitado gastar uma das suas sete vidas".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.