Segundo a Time (que cita a Associated Press), a DAMAC, empresa do Dubai, confirma que propôs um negócio de cerca de 2 mil milhões de dólares ao Grupo Trump, que foi recusado.

A porta-voz da empresa, Niall McLoughlin, disse que o negócio envolvia “a negociação de diferentes tipos de propriedades”, recusando-se a ser mais específico e confirmando que "as negociações tiveram lugar tal como o referido na conferência de imprensa".

Recorde-se que Donald Trump referiu hoje, em conferência de imprensa, que recusou um negócio de milhões proposto por um amigo, com o objetivo evitar eventuais conflitos de interesse decorrentes do facto de ser o futuro presidente dos EUA.

Entre outros negócios com o Grupo Trump, a DAMAC gere o campo de golfe do Trump International Golf Club no Dubai, cuja inauguração está prevista acontecer em Fevereiro, pouco depois da tomada de posse do futuro presidente americano.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.