Milhares de pessoas passaram pelas ruas do centro de Madrid na sexta-feira, numa histórica Marcha Climática, que contou com a presença da ativista sueca Greta Thunberg. No final do protesto, durante a leitura do manifesto, o ator espanhol Javier Bardem subiu ao palco para tomar a palavra, pouco antes de Greta.

Segundo o jornal espanhol El Mundo, o ator espanhol chamou "estúpido" ao autarca da cidade, José Luis Martínez-Almeida, por "querer reverter o centro de Madrid". O Alcaide da cidade [equivalente a presidente da câmara] respondeu no Twitter, publicando informações que referiam que Bardem foi condenado a pagar 151.000 euros por fraudar o Tesouro. Entretanto, o tweet em questão foi apagado.

"As decisões tomadas nos dias de hoje comprometem o futuro de todos, e também dos nossos filhos, filhas e netos, e o de todo o planeta. Nós precisamos de compromissos", referiu o ator antes de começar por insultar Donald Trump e, por fim, José Luis Martínez-Almeida, no final da marcha.

«Os compromissos atuais vão levar-nos a aumentos de três graus Celsius. Existem apenas três palavras que nos podem ajudar: urgência, ambição e redução. Exigimos que a UE reduza as suas emissões em 65%. Bardem aproveitou o momento para criticar os líderes políticos e parte da sociedade que não acreditam na existência das mudanças climáticas e referiu que aqueles que negam este fenómeno "são retratados também como verdadeiros estúpidos".

Contudo, o ator já veio pedir desculpas no Twitter. "O insulto torna ilegítimo qualquer discurso e conversa. É por isso que peço desculpas", pode ler-se.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.