A Mesa do Parlamento aprovou esta manhã, por quatro votos contra três, a iniciativa para a reforma do regulamento da câmara que permitirá aprovar a lei de ruptura em apenas duas horas e sem o debate habitual, escreve o El País.

"Junts per Sí" (Junts pel Sim em catalão, Juntos pelo sim em português), uma coligação eleitoral de vários partidos cujo objetivo é a independência da Catalunha, fez valer a sua maioria na Mesa e ignorou o pedido da oposição não independentista (Ciudadanos, PSC e PPC), que considera a reforma da regulamentação desnecessária e que alega que esta reduz significativamente os seus direitos.

O objetivo final da reforma da regulamentação é modificar um artigo que permite que um só grupo parlamentar possa apresentar uma proposta de lei e que esta possa ser processada por um trâmite de leitura única. Explica o El Mundo que a reforma do regulamento acelerará o processamento de leis, especialmente as da chamada "desconexão", o divórcio de Catalunha de Madrid.

O porta-voz do Junts pel Sí, Jordi Turull, defendeu a reforma do regulamento e a futura aprovação expressa da lei de ruptura na reunião dos diferentes grupos parlamentares argumentando que a Catalunha estava numa "situação excepcional" e que, por isso, eram necessários "procedimentos excepcionais".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.