A romaria d'Agonia começou na sexta-feira e termina no dia 20.

Este ano, devido ao calendário, a festa prolonga-se por cinco dias com quatro noites de fogo-de-artifício, o cortejo histórico-etnográfico hoje realizado, a procissão solene em honra de Nossa Senhora d'Agonia, no domingo e a tradicional procissão ao mar e ao rio, na terça-feira.

Em declarações, hoje à tarde, aos jornalistas no final do cortejo histórico etnográfico dedicado ao templo do Sagrado Coração de Jesus, no monte de Santa Luzia, José Maria Costa justificou aqueles números que classificou de "impressionantes" com o "patamar de muita qualidade e autenticidade" que a romaria atingiu.

Segundo números fornecidos à Lusa pela VianaFestas, entidade que organiza a romaria, disse terem sido vendidos "4.500 bilhetes" para as bancadas instaladas na principal artéria cidade, sendo que duas horas antes do início do desfile, que começou cerca das 16:00 e se prolongou durante quase três horas, os ingressos estavam esgotados.

Além daqueles lugares, a Viana Festas autorizou a instalação de "mais de duas mil cadeiras", cuja exploração do aluguer foi atribuída às associações culturais, sociais e desportivas do concelho que concorreram àquela receita adicional para desenvolvimento das suas atividades.

O presidente da Câmara de Viana do Castelo referiu ainda terem participado no cortejo "mais de três mil figurantes. O desfile incluiu 144 quadros, 30 carros alegóricos e percorreu 2.300 metros pelas principais artérias da capital do Alto Minho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.