O Governo espanhol aprovou a medida no início da semana para atenuar o impacto nos bolsos dos consumidores e das empresas os preços dos combustíveis que dispararam desde o início da guerra na Ucrânia.

O desconto foi aplicado em todas as 11.650 estações de serviço de todo o país a partir das 0:00 de hoje (menos uma hora em Portugal) e estará em vigor, em princípio, até 30 de junho.

A diminuição do preço é aplicada automaticamente no momento do pagamento e será indicada no recibo de compra, apesar de o preço exibido no exterior e em cada terminal de abastecimento continuar a ser o “original”.

O regulamento aprovado pelo Governo espanhol na passada terça-feira prevê um desconto mínimo de 20 cêntimos por litro, dos quais 15 cêntimos serão sempre dados pelo Estado e o resto pelas estações de serviço.

No entanto, as grandes companhias petrolíferas anunciaram descontos mais elevados, apesar de algumas os condicionarem à utilização pelo cliente dos seus programas de fidelidade, podendo o montante da redução ir até 28 cêntimos por litro, dependendo das condições.

O executivo espanhol calculou que a medida custará ao Estado aproximadamente 1.423 milhões de euros, a maioria dos quais corresponde aos 15 cêntimos por litro de desconto que são imputados ao orçamento.

Madrid aprovou na terça-feira o ‘plano de resposta’ ao impacto económico da guerra na Ucrânia de um montante de 16.000 milhões de euros, que incluía um subsídio mínimo de 20 cêntimos por cada litro de combustível.

Do montante global, 6.000 milhões correspondem a ajudas direta e reduções de impostos e outros 10.000 milhões à criação de uma linha de créditos garantidos pelo Estado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.