Em tamanho real e localizada no meio de um campo, perto de Sevnica, uma cidade no leste da Eslovénia onde Melania Trump passou sua infância, a estátua de bronze imortaliza a primeira dama.

O trabalho foi encomendado pelo artista americano Brad Downey, de Louisville, no Kentucky, e quer criticar a política de migração de Trump. A ideia é lembrar o presidente norte-americano de que a sua própria esposa é imigrante.

Downey encomendou uma primeira estátua no ano passado, representando a ex-modelo e hoje primeira-dama, mas a obra, esculpida em um tronco de árvore, foi queimada há alguns meses. Não se sabe quem a queimou.

O artista, radicado em Berlim, encomendou outra escultura, monocromática e mais sólida, agora inaugurada. O trabalho também contou com a colaboração do artesão local Ales “Maxi” Zupevc.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.