A medalha foi entregue este fim de semana numa cerimónia em Riad pelo novo chefe da Agência Central de Inteligência Americana (CIA), Mike Pompeo, segundo SPA.

O príncipe Mohamed, de 57 anos, é ministro do Interior desde 2012. Anteriormente, como número dois no ministério, liderou a luta contra a Al-Qaida, que entre 2003 e 2007 cometeu ataques na Arábia Saudita, matando vários polícias e estrangeiros.

Em 2009, Mohamed ben Nayef ficou ferido num atentado suicida da Al-Qaida.

A CIA distinguiu-o com a medalha George Tenet, em reconhecimento pelo "excelente trabalho nas atividades de inteligência e luta contra o terrorismo", indicou SPA.

George Tenet detém o recorde de longevidade como chefe da CIA, órgão que dirigiu de 1996 e 2004.

Em conversas com Pompeo, o príncipe Mohamed disse que "nada poderia criar um fosso entre a Arábia Saudita e os Estados Unidos", numa nova reafirmação da força da aliança entre Riad e Washington.

As relações entre as duas capitais passaram por momentos de tensão durante os dois mandatos presidenciais de Barack Obama.

A Arábia Saudita reprovava a prudência de Obama no conflito na Síria e sua política favorável ao Irão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.