De 20 de junho a 28 de setembro, foi feito o acompanhamento de 350 mil pessoas escolhidas aleatoriamente na Inglaterra. Estas pessoas submeteram-se a testes regulares em casa para verificar se possuíam anticorpos.

Os resultados mostraram que o número de pessoas com anticorpos caiu 26,5%, mais de um quarto, no período aproximado de três meses. A nível nacional, os resultados do estudo significaram que a proporção da população inglesa com anticorpos caiu de 6% para 4,4%.

"Os resultados também sugerem que aqueles que não apresentaram sintomas da doença são suscetíveis a perder mais rapidamente seus anticorpos detetáveis do que os indivíduos sintomáticos", assinala o estudo.

Embora todas as idades sejam afetadas por essa redução, os idosos destacam-se. "Este estudo representa um elemento crucial da pesquisa, uma vez que nos ajuda a compreender como os anticorpos da Covid-19 evoluem ao longo do tempo", disse o secretário de Saúde James Bethell.

"Ainda não se sabe se os anticorpos conferem um nível de imunidade eficaz ou, no caso de esta imunidade existir, quanto tempo dura", assinalaram a Imperial College London e a Ipsos Mori, que pediram que os britânicos sigam as recomendações sanitárias.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.