Ao defini-lo como um “dirigente que ascende” na organização, também incluída na lista negra norte-americana desde há 21 anos, o Departamento de Estado dos EUA acusou Jawad Nasrallah de ter recrutado pessoas nos últimos anos “para promoverem ataques terroristas contra Israel na Cisjordânia”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.