Nos Açores, onde está hoje em campanha eleitoral, a bloquista pediu também "total prioridade" dos agentes políticos "às energias renováveis" e ao "investimento que realmente combata as alterações climáticas".

Comparticipações nacionais que combatam as alterações climáticas, defendeu ainda, devem ser "isentadas do cálculo do défice".

"Enquanto isso não acontecer, não teremos o investimento público suficiente nestas medidas e não poderemos criar todos os empregos que são necessários criar", declarou, falando perante dezenas de bloquistas, num almoço-comício na Lagoa, na ilha de São Miguel.

E concretizou: "Se trabalharmos para a independência e autonomia energética, não haverá gente que não possa pagar a sua fatura de eletricidade".

A candidata pelos Açores do Bloco, Alexandra Manes, também interveio no almoço-comício e advogou ser necessário o voto no BE para que sejam "afrontados os grandes interesses” em Bruxelas.

"Votar no PS, PSD e CDS é eleger quem permitiu o fim das quotas leiteiras e a abertura do mar dos Açores às frotas internacionais", sinalizou a candidata, lembrando ainda as dificuldades por que passam hoje a pesca e a agricultura na região.

A coordenadora do BE, Catarina Martins, marca também presença no almoço-comício nos Açores, estando ainda presentes o número dois da candidatura europeia, José Gusmão.

As eleições europeias acontecem em Portugal no dia 26 de maio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.