Numa nota enviada à Lusa, Francisco Pinto Balsemão – que hoje cancelou a presença prevista num almoço de campanha devido a uma virose – assegurou que irá votar no domingo e detalhou as razões para o fazer.

“Eu, no domingo, vou votar. E vou votar no PSD! Votar, no domingo, é dar força, é dar legitimidade à União Europeia. Uma União Europeia na qual acreditamos e da qual precisamos”, refere o texto, que será lido à noite no jantar-comício do PSD em Paço de Arcos (Oeiras).

Para o fundador e antigo líder do partido, votar no PSD é “votar no partido português que melhor contribui e contribuirá” para avanços na União Económica e Financeira e com a União Política, e para “um modelo social europeu justo e solidário”.

“Votar no PSD, no domingo, é votar na melhor lista para o Parlamento Europeu, é votar nos deputados mais competentes para a construção de uma Europa forte, capaz de rivalizar com os blocos americano, chinês ou russo. É essa a Europa que temos a obrigação de legar aos nossos filhos e netos” defendeu.

Pinto Balsemão tinha presença prevista no almoço de hoje da campanha do cabeça de lista do partido às europeias, Paulo Rangel, numa cervejaria típica de Lisboa.

Já se juntaram à campanha do PSD três antigos líderes: Pedro Passos Coelho, Manuela Ferreira Leite e Luís Filipe Menezes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.