Vestido com um uniforme camuflado, em cima de um veículo militar, o também presidente da Comissão Militar Central presenciou o imponente desfile, que durou aproximadamente uma hora e para o qual a China destacou toda a sua artilharia, incluindo vários mísseis.

Após a revisão das tropas, Xi fez um breve discurso em que afirmou que nestes tempos complicados “a paz é uma bênção do planeta” e é “responsabilidade do exército mantê-la”, pelo que agora, mais que nunca, o país precisa de “um exército de primeira”.

O desfile fez parte das celebrações para assinalar o 90.º aniversário da fundação do Exército de Libertação Popular, cuja data chave é 01 de agosto e, segundo a agência estatal Xinhua, é a primeira vez que Xi assiste a “um desfile tão grande”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.