A campanha lançada por esse município do distrito de Aveiro prevê compensar os cidadãos que aderirem à fatura eletrónica com vales de desconto a usufruir ao longo de 2020 em espetáculos culturais promovidos pela autarquia, em entradas nas piscinas e pavilhão desportivo municipais, e até no estacionamento pago do centro da cidade.

Se o munícipe aderir à fatura eletrónica mensal, beneficiará de 5 euros de desconto; se aderir à fatura por ‘email’ e também ao débito bancário direto, o vale será de 10 euros - compensação que se aplica igualmente aos cidadãos que optarem pelo pagamento com periodicidade bimestral ou ainda mais alargada.

"É um absurdo o que se gasta com estas faturas em papel, considerando que, para cobrar dois ou três euros por mês, a Câmara chega a gastar um euro com a impressão de cada carta, o respetivo envelope, o mecanismo da envelopadora, o selo e o trabalho dos recursos humanos", afirmou à Lusa o presidente da autarquia, Joaquim Jorge Ferreira.

Além isso, ainda há que considerar "as comissões a pagar a outras entidades" que fazem a cobrança dessas faturas, como os CTT e a rede PayShop, "o que significa que a despesa com os procedimentos em papel se torna ainda maior".

A campanha apelando à preferência pela faturação eletrónica tem assim um duplo objetivo: "Vai permitir à Câmara cortar nos custos financeiros e processuais de toda a operação, e tem também uma vertente ambiental ao contribuir para uma grande redução do consumo de papel, numa altura em que o planeta está a sofrer e é preciso adotar atitudes ecologicamente mais sustentáveis", disse.

Considerando o universo de 11.500 munícipes que atualmente beneficiam do serviço de recolha de resíduos urbanos em Oliveira de Azeméis, Joaquim Jorge Ferreira revelou que, depois das contas feitas, a fatura por ‘email’ representa "uma poupança potencial de cerca de 138.000 euros anuais, o que pode produzir um impacto positivo na redução das tarifas, nos termos legais e regulamentares em vigor".

No primeiro ano da campanha, o presidente da Câmara antecipa uma adesão de 20% ao novo sistema de faturação, o que representará "uma poupança anual na casa dos 27.500 euros".

Em 2019, e "ainda sem esta campanha massiva", já 3,1% dos clientes da autarquia recebem a conta de resíduos por via eletrónica, "o que se traduzirá numa poupança efetiva de 4.400 euros".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.