"Estamos agora quase dez anos depois dessa crise e as recordações têm tendência a esfumar-se. Acho que este não será o caso e que os que passaram por aquele período recordarão ao público que é muito importante ter um sistema financeiro mais seguro e mais sólido", defendeu Yellen.

Durante uma sessão de perguntas e respostas em Londres, Yellen referiu que a regulamentação introduzida após a crise ajudou a construir uma arquitetura financeira "mais segura".

"Eu disse que nunca haverá mais crises financeiras? Isso provavelmente seria ir longe demais. Mas acho que estamos mais seguros e espero que isso não aconteça mais", frisou.

A questão surge num momento de solidez por parte dos grandes bancos norte-americanos, reafirmada pelos recentes testes de stress da reserva federal dos EUA.

Para a presidente do "Fed", alguns regulamentos, que impões restrições aos bancos mais pequenos representam um "fardo", havendo necessidade de afrouxar a regulação financeira.

Yellen recusou-se a comentar a sua relação com o Presidente Donald Trump, mas lembrou tradicionalmente a Reserva Federação trabalha em estreita colaboração com a Administração norte-americana.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.