Os quatro filhos adultos do próximo presidente - Ivanka, Tiffany, Eric e Donald Jr. - "não poderão trabalhar no governo, porque a lei rejeita o nepotismo", disse Giuliani à CNN. Recorde-se que três dos filhos de Trump - Ivanka, Eric e Donald Jr. - são parte da atual equipa de transição, assim como Jared Kushner, marido de Ivanka. Giuliani sugeriu que os filhos do magnata representem os negócios do pai e criem um grupo, no qual Trump não tenha controle.

"Seria o tipo de coisa que funcionaria, se (Trump) criasse (...) um negócio para os seus filhos liderarem, com um documento jurídico que estabelecesse que não está envolvido, que não tem interesses, nem participação", explicou Giuliani.

"É preciso conceber algo que seja fácil, qualquer coisa que seja justa, qualquer coisa que mostre aos americanos que (Trump) não tem interesses nos negócios", insistiu o ex-presidente da câmara de Nova Iorque e um dos nomes apontados para assumir o Departamento da Justiça.

Apesar destas recomendações, Rudy Giuliani lembrou que a lei não proíbe que o próprio presidente eleito administre os seus negócios por estar na Casa Branca. "Vocês têm noção de que as leis não se aplicam ao presidente, certo?", disse à CNN.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.