“Não sabemos o que se passa (em Londres). Parece óbvio que não chegaremos a um acordo sobre o Brexit”, disse Antti Rinne aos jornalistas, após uma reunião com o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, em Helsínquia.

“Espero que possamos resolver esse problema, para que não haja confusão, mas isso não parece possível agora”, declarou Rinne.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, na quarta-feira assegurou que havia feito “progressos importantes” nas negociações com a UE.

O cenário de uma saída sem acordo do Reino Unido a 31 de outubro é agora “uma possibilidade muito clara”, afirmou na quarta-feira um porta-voz do Executivo europeu numa conferência de imprensa.

Boris Johnson repetiu várias vezes que o seu país deixaria a UE com ou sem acordo a 31 de outubro, mas acabou por sofrer um grande revés no Parlamento, onde a maioria dos deputados quer um novo adiamento para negociar um acordo.

A crise política no Reino Unido causada pelo ‘Brexit’ agravou-se nos últimos dias, estando iminente a imposição ao Governo de Boris Johnson de um novo pedido de adiamento do ‘Brexit’, depois do chumbo no Parlamento da proposta do primeiro-ministro de eleições antecipadas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.