"Durante a noite, o incêndio perdeu força. Neste momento, na zona de Vilas Ruivas, existe uma frente muito forte. De momento, não há povoações em risco e conseguimos salvar a zona de Gavião [de Ródão]", explicou à Lusa o vice-presidente da Câmara de Vila Velha de Ródão, José Manuel Alves.

O autarca adiantou ainda que está prevista a chegada de mais meios aéreos ao local e que as autoridades estão redistribuir meios para ‘atacar’ o fogo junto à estrada que vai de Perdigão a Vilas Ruivas, onde existe muita mata e uma aldeia próxima.

José Manuel Alves adiantou ainda que o fogo está a aproximar-se do monumento natural de Portas de Ródão.

Segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), nesta manhã estão no terreno a combater este fogo, no distrito de Castelo Branco, 409 operacionais, apoiados por 134 viaturas e três meios aéreos.

O incêndio deflagrou às 17:55 de segunda-feira, na freguesia de Santo André das Tojeiras, em Castelo Branco, tendo passado posteriormente, para o concelho de Vila Velha de Ródão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.