O fogo, que não provocou vítimas, foi circunscrito à cobertura do edifício, no número 91 da rua de Infantaria 16, em Campo de Ourique, acrescentou a mesma fonte.

No combate ao incêndio estiveram 37 operacionais e 11 veículos do Regimento de Sapadores Bombeiros, tendo os Bombeiros Voluntários de Campo de Ourique empenhado seis elementos e dois veículos.

À Lusa, fonte dos bombeiros adiantou que dois edifícios foram evacuados “por motivos de precaução”.

Em declarações aos jornalistas no local do incêndio, Carlos Castro, assessor na Câmara de Lisboa para a Proteção Civil Municipal, avançou que tiveram de ser evacuados os edifícios contíguos, sem quantificar quantas famílias foram afetadas.

“O serviço municipal de Proteção Civil está a proceder à avaliação do edificado para ver as condições para que os habitantes possam regressar às suas casas”, disse Carlos Castro.

De acordo com o responsável, que falava pelas 15:00, os habitantes dos prédios contíguos ao do incêndio já podem regressar às suas habitações, mas os do número 91 da rua da Infantaria 16 “ainda não”.

Segundo os moradores, as pessoas afetadas pelo incêndio e que ainda não podem voltar às suas casas rondam as “duas dezenas”.

[Notícia atualizada às 15h49]

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.