Um dos fogos que lavram no concelho de Oleiros levou já à deslocação de 16 pessoas.

Em declarações à agência Lusa, o oficial de operações e de emergências da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) Pedro Araújo revelou que destes três principais fogos em curso apenas um está a ameaçar aldeias.

Trata-se do fogo de Selada das Pedras, em Oleiros, que deflagrou na quarta-feira, pelas 13:00, e que “lavra com intensidade”, com “duas frentes ativas, uma virada para o concelho do Fundão e outra virada para o concelho de Castelo Branco”.

Este incêndio em Selada das Pedras encontrava-se pelas 22:30 a ser combatido por 409 operacionais, apoiados por 170 veículos, informou o responsável da Proteção Civil.

Quanto à retirada de habitantes das aldeias, Pedro Araújo precisou que foram deslocadas um total de 16 pessoas, 13 da aldeia de Vilarinho e três de Póvoa da Ribeira, referindo que se encontram realojados num empreendimento em Oleiros disponibilizado pela Câmara Municipal.

Os outros dois incêndios de grande dimensão lavram na localidade de Poeiros, no concelho de Oleiros, e na localidade de Fernão Joanes, no concelho da Guarda, adiantou o oficial de operações e de emergências da ANPC, acrescentando que estas duas ocorrências não apresentam pontos sensíveis neste momento, uma vez que “o que arde é mato e pinhal e não têm infraestruturas críticas nas proximidades, nomeadamente habitações”.

Sobre o fogo que lavra em Poeiros, no concelho de Oleiros, que deflagrou cerca da 01:00 de hoje, estava pelas 22:30 “a evoluir com alguma intensidade”, apresentando com uma frente ativa que está a ser combatida por 252 operacionais, auxiliados por 78 meios terrestres, de acordo com o responsável da ANPC.

Já o incêndio no concelho da Guarda, que começou na quarta-feira, pelas 13:45, na localidade de Fernão Joanes, estava às 22:30 a ser combatido por 409 bombeiros, apoiados por 132 veículos, avançou Pedro Araújo, informando que o fogo se apresentava inicialmente com quatro frentes, mas três delas já foram dominadas, mantendo por isso apenas uma frente ativa.

No âmbito deste fogo na Guarda, a Proteção Civil tem registo de danos em oito habitações, entre habitações devolutas e habitações ocupadas, e quatro feridos ligeiros, três deles bombeiros e um civil.

Segundo Pedro Araújo, a ANPC não tem ainda o levantamento dos danos registados nos dois incêndios no concelho de Oleiros, no distrito de Castelo Branco.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.