A fonte afirmou que o atacante tinha nacionalidade francesa, mas nasceu na república russa.

Não foram reveladas mais informações por esta fonte, cuja identificação não foi autorizada.

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês realiza hoje um encontro especial de segurança para tratar do ataque, que foi reivindicado pelo grupo Estado Islâmico.

O agressor foi morto pela polícia depois de matar um homem de 29 anos e ferir quatro pessoas num bairro movimentado perto da Ópera Garnier, no sábado à noite.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.