Três dos feridos são polícias e um é fotógrafo da AFP, indicou a autarquia local e a agência noticiosa francesa.

Um responsável do sindicato da polícia SGP Police-FO, Gilles Debove, apontou, por sua vez, dez feridos, um deles hospitalizado, e sete viaturas das forças de ordem danificadas.

Os confrontos, que duraram três horas, ocorreram depois de o município de Pas-de-Calais ter proibido, na quinta-feira, a manifestação de apoio aos migrantes, organizada pela Coligação Internacional dos Sem-Papéis e dos Migrantes.

Mais de uma centena de pessoas, incluindo migrantes e militantes de ultraesquerda de Paris, tentaram passar a barreira policial, numa das duas principais entradas do campo de migrantes de Calais, para formar um cortejo.

O Governo francês tenciona desmantelar, até ao fim de 2016, o campo de Calais, onde vivem entre 7.000 a 10.000 migrantes que querem ir para o Reino Unido.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.