“Vamos usar este impulso para nos ajudar a avançar coletivamente”, declarou Macron, referindo-se aos trabalhos da II Conferência sobre Os Oceanos que decorre até sexta-feira em Lisboa, na sua intervenção hoje na sessão plenária, presidida pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

“O que começamos aqui, a importância desta conferência, é ver o que tem sido feito recentemente, mas também marcar qual será a agenda nos tempos próximos e quero dizer que o nosso compromisso é total, abrangente e coletivo”, afirmou o chefe de Estado francês.

Ao proteger os oceanos e a biodiversidade marinha “protegemos o ambiente”, sublinhou Macron, para sustentar que “apesar de muitas dificuldades geopolíticas e da guerra (na Ucrânia)” os membros da Nações Unidas têm “muito a fazer neste domínio e não podem desviar-se do objetivo”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.