Vanda Duarte, adjunta da presidência para as questões da saúde e ação social, explicou hoje à agência Lusa que os serviços de Ação Social das câmaras municipais têm dificuldade em cruzar dados com entidades como Segurança Social e Instituto do Emprego e Formação Profissional.

O projeto ‘Data Matters’ visa, por isso, colmatar essa necessidade e instalar nos serviços municipais uma plataforma informática inovadora que contribua para uma maior eficiência nos serviços prestados, através da inovação social e do recurso às novas tecnologias, para a prevenção e resolução dos problemas sociais.

A parceria, a estabelecer entre as três entidades, foi aprovada na reunião do executivo municipal de segunda-feira.

O projeto vai desenvolver-se durante um ano com várias fases de trabalho, desde a elaboração do diagnóstico para definir o âmbito da atuação, a identificação dos novos processos e ferramentas, a fase de implementação e outra de monitorização para avaliar o impacto do projeto, refere o protocolo a assinar, a que a agência Lusa teve acesso.

Durante nove meses, a Maze e a Fundação Calouste Gulbenkian vão disponibilizar uma equipa técnica para o desenvolvimento do projeto e vão assumir os encargos.

Gulbenkian e Maze pretendem vir a alargar o projeto a outros municípios do país.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.