Numa nota enviada à agência Lusa, a presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, Cidália Ferreira (PS), informa que os "danos públicos e de particulares provocados pela tempestade Leslie no concelho estão, neste momento, estimados em cerca de cinco milhões de euros"

Cidália Ferreira acrescenta na mesma nota que "os serviços municipais estão a fazer o levantamento exaustivo de todas as situações de prejuízo", para que sejam depois comunicados à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

"Temos garantida a reabertura no dia de amanhã (18 de outubro) da única escola sob a tutela do Município que ainda permanecia encerrada, depois da resolução das principais reparações na escola do 1º ciclo do ensino básico da Praia da Vieira", revela a presidente citada na nota.

De acordo com informações recolhidas pela Lusa junto da Escola Secundária José Loureiro Botas, em Vieira de Leiria, o estabelecimento manteve-se no dia de hoje encerrado, esperando-se que possa reabrir na quinta-feira.

Cidália Ferreira adiantou ainda que as equipas do Município continuam no terreno a "proceder às operações de limpeza e reparação dos estragos decorrentes da tempestade que assolou o concelho, no último fim de semana".

A passagem do furacão Leslie por Portugal, onde chegou como tempestade tropical, provocou 28 feridos ligeiros e 61 desalojados, 57 dos quais no distrito de Coimbra.

Durante uma visita, na terça-feira, a alguns dos locais atingidos pelo temporal no concelho de Condeixa-a-Nova, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou que vão existir os recursos necessários para apoiar as populações e as autarquias afetadas pela tempestade Leslie.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.