Esta informação é revelada no plano de fusão acordado entre as duas instituições bancárias e transmitido hoje à entidade reguladora da bolsa espanhola, a Comissão Nacional do Mercado de Valores.

Por outro lado, as duas instituições preveem que a fusão irá gerar “novas receitas anuais” de cerca de 290 milhões de euros.

Os objetivos de solvabilidade do novo banco serão fixados num rácio CET1 – de capital de máxima qualidade – entre 11% e 11,5%, sem considerar ajustamentos transitórios por parte da IRFRS9 — a nova regulamentação contabilística – e um “amortecedor” – almofada de capital – entre 250 e 300 pontos de base acima do que é autorizado pelos regulamentos.

Apesar de estimar em 770 milhões as sinergias de custos anuais derivadas da fusão, o documento não dá pormenores sobre o número de sucursais que podem ser encerradas em Espanha ou quantas pessoas podem ser afetadas pelo ajustamento de pessoal resultante da fusão.

A fusão entre CaixaBank (que a nível internacional é dono do português BPI) e Bankia vai criar uma entidade financeira com 51.536 empregados, dos quais o CaixaBank contribui com 35.589 e o Bankia com 15.947.

A rede de agências totalizará 6.727, com 4.460 balcões da rede CaixaBank e 2.267 balcões do Bankia.

Os conselhos de administração do CaixaBank e Bankia aprovaram na quinta-feira ao fim do dia a fusão entre as duas instituições para criar o maior banco em Espanha.

O gigante que emerge da fusão será o 10.º banco na Europa com um ativo total de 664.027 milhões de euros: 445.572 milhões do CaixaBank e 218.455 milhões do Bankia, de acordo com as contas do primeiro semestre do ano de ambas as entidades.

Fernando Ulrich proposto para o Conselho de Administração 

O presidente do Conselho de Administração do BPI, Fernando Ulrich, está proposto para integrar o futuro Conselho de Administração do CaixaBank, após a aprovação do projeto de fusão entre o CaixaBank e o Bankia.

Em comunicado, o CaixaBank diz que o Conselho de Administração será formado por 15 membros, dos quais 60% serão independentes.

“Os conselhos do CaixaBank e do Bankia aprovaram o projeto de fusão para criar o banco líder em Espanha. A operação será executada através da modalidade de fusão por absorção do Bankia pelo CaixaBank, e deve ser aprovada pelas assembleias-gerais das duas entidades”, refere.

A nova entidade, que manterá a marca CaixaBank, será “o banco de referência em Espanha” com mais de 20 milhões de clientes, uma quota de mercado em créditos e depósitos de 25% e 24%, respetivamente, e uma presença geográfica diversificada e equilibrada, acrescenta.

O BPI faz parte do Grupo CaixaBank, que a partir de final de 2018 passou a deter a totalidade do capital do Banco português.

O CaixaBank sinaliza que Fernando Ulrich, de 67 anos, teve como primeiro emprego o jornalismo económico, no Expresso, aquando da sua fundação e durante dois anos, depois de desempenhar funções na Delegação de Portugal da OCDE em Paris (1975-1979), no Ministério dos Negócios Estrangeiros (1979-1980) e como Chefe de Gabinete do Ministro das Finanças (1981-1983).

Em 1983, entrou para a Sociedade Portuguesa de Investimento, antecessora do BPI, a convite de Artur Santos Silva, atual Presidente Honorário do BPI.

Em abril de 2004, e já com o cargo de vice-presidente do Banco BPI, Fernando Ulrich tornou-se presidente executivo da entidade, cargo que ocupou até abril de 2017, quando assumiu a presidência do Conselho de Administração, a convite do acionista CaixaBank.

Entre 2009 e 2013 foi também Presidente do Conselho Geral da Universidade do Algarve.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.