O porta-voz da GNR na região, Pedro Rosa, disse à agência Lusa que em 2017 houve um aumento de cerca de 10% de autos de contraordenação elaborados, num total de 444, mais 42 do que em 2016.

“Com o aumento do turismo tem aumentado também o número de infrações, como é natural nestes casos [o aumento ilegal de aluguer de viaturas]”, sustentou Pedro Rosa, indicando que as principais irregularidades são “a forma e o conteúdo do contrato e os requisitos dos veículos”.

São Miguel, a maior ilha dos Açores, é aquela onde foram detetadas mais infrações, seguida das Flores, não tendo as outras ilhas grande expressão naquele tipo de irregularidades.

De acordo com a GNR, o valor das coimas situa-se entre os 60 e os 1.500 euros, resultando o total dos autos de contraordenação em 241.330 euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.