A Guarda Nacional Republicana (GNR) adianta que no âmbito da operação “Trindade 2022” irá implementar um dispositivo especial de segurança, intensificando as ações de patrulhamento nas principais vias de acesso a Fátima, para “garantir a segurança e tranquilidade pública do evento”, de acordo com um comunicado.

A operação visa igualmente “assegurar a segurança rodoviária e fluidez do trânsito, com o objetivo de apoiar e garantir a segurança dos peregrinos e prevenir a atividade criminal, através do reforço do policiamento no Santuário e zonas envolventes”.

A GNR refere que a operação vai culminar com a realização das celebrações religiosas na quinta-feira, contando com meios de dispositivo territorial de trânsito, da estrutura de investigação criminal, de patrulhamento ciclo e a cavalo, de ordem pública e operações especiais, inativação de explosivos e de videovigilância e 'drones'.

Na nota, a Guarda lembra que as celebrações do 13 de outubro têm um grande impacto a nível nacional e internacional, reúnem milhares de peregrinos, e, por isso, recomenda à população que chegue atempadamente ao santuário para evitar filas, a identificar, fotografar ou memorizar o local onde estaciona ou do local de desembarque do autocarro.

A GNR aconselha também os peregrinos a não deixar à vista pertences no interior dos veículos, a transportar a carteira ou o telemóvel em local próximo do corpo, evitar transportar grandes quantias de dinheiro, a ter sempre o telemóvel com bateria e contacto dos elementos de grupo, bem como a não perder de vista idosos e crianças que os acompanhem.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.