Em comunicado hoje divulgado, a GNR indica que entre os 41 migrantes estavam 15 crianças e duas mulheres grávidas, o que exigiu “especial cuidado” no resgate.

A equipa de vigilância marítima da unidade de controlo costeiro detetou a embarcação insuflável através de equipamentos de visão térmica.

A GNR tem na ilha grega de Samos 13 militares que guarnecem uma embarcação e uma equipa de vigilância marítima, inseridos numa missão da Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira (Frontex).

Nesta missão, a GNR desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas, com o objetivo de prevenir e detetar ilícitos ligados à imigração ilegal e ao tráfico de seres humanos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.