Os diplomas pretendem autonomizar e enquadrar a carreira de farmacêutico e garantir que os farmacêuticos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) tenham um percurso comum de progressão profissional.

O Sindicato Nacional dos Farmacêuticos chegou a agendar para 18 e 19 deste mês uma greve a exigir a imediata publicação desta carreira, paralisação que acabou por ser desconvocada depois de receber a garantia de que a sua reivindicação seria levada a Conselho de Ministro até ao final de julho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.