O secretário da Educação, Jorge Carvalho, adiantou que o apoio é atribuído através da Associação Notas e Sinfonias Atlânticas (ANSA), a instituição que gere e dinamiza a coletividade.

A ajuda constitui uma forma de reconhecimento pelo “relevante papel” que a Orquestra Clássica da Madeira tem desempenhado na “promoção da música e formação musical na região”, sublinhou o governante insular.

Outra das decisões do executivo madeirense foi declarar de “utilidade pública, com caráter de urgência”, a expropriação de várias parcelas de bens imóveis necessários para que o Governo Regional “possa dar continuidade à recuperação da Levada do Norte, através do túnel do Pedregal”.

Com o objetivo de “criar um espaço de apoio aos muitos caminhantes, nomeadamente turistas, que efetuam o percurso do Pico Ruivo (o mais alto da Madeira)”, o executivo autorizou o arrendamento da casa ali existente à Associação dos Terrenos das Serras da freguesia da Ilha, no concelho de Santana, no norte da ilha da Madeira, anunciou o secretário da Educação.

“A revitalização da Casa do Pico Ruivo permitirá a utilização pela população e visitantes, constituindo-se numa mais-valia para os caminhantes e demais atividades de ecoturismo praticadas na zona”, refere a nota com as conclusões da reunião.

O comunicado refere que nos pisos arrendados vão funcionar uma cafetaria e a venda de artesanato e outros materiais para a realização de atividades de âmbito cultural e ambiental.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.