Victor Mallet, chefe de redação do Financial Times na Ásia, é também é vice-presidente do Clube de Correspondentes Estrangeiros (FCC), uma instituição na ex-colónia britânica. E terá sido o FCC o causador de mal-estar com as autoridades de Hong Kong ao convidar, em agosto, Andy Chan, líder do Partido Nacional, pequena formação que defende a independência de Hong Kong para uma das suas conferências abertas aos seus membros e à imprensa.

As autoridades de Hong Kong tentaram impedir a conferência, mas o evento aconteceu e foi apresentado por Mallet.

Na semana passada, o visto de trabalho de Mallet não foi renovado.

O FT informou que o jornalista recebeu, ao regressar a Hong Kong no domingo, um visto de visitante de sete dias. Normalmente, os cidadãos britânicos entram sem visto na ex-colónia e podem permanecer por até 180 dias.

O FT indicou que o serviço de imigração não apresentou nenhuma explicação para o visto de apenas sete dias a Mallet.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.