"Estamos a trabalhar em estreita colaboração com as nossas agências associadas em relação a atividades recentemente descobertas nas redes governamentais", afirmou à AFP um porta-voz da Agência de Segurança de Infraestruturas e Cibersegurança (CISA, na sigla em inglês).

"A CISA está a fornecer assistência técnica às entidades afetadas enquanto trabalha para identificar e mitigar qualquer comprometimento potencial", completou.

O Post informou que os ataques de domingo estavam relacionados a outro registado na semana passada contra a empresa de segurança cibernética FireEye, que afirmou que suas próprias defesas foram violadas por hackers que roubaram ferramentas utilizadas para testar os sistemas de informática dos clientes.

A FireEye indicou que suspeita de um ataque patrocinado por um Estado.

A imprensa americana informou que o FBI estava a investigar um grupo que trabalhava para o serviço de inteligência externa russo, SVR.  Também indicou que o mesmo grupo atacou agências governamentais dos Estados Unidos durante a administração de Barack Obama.

"O governo dos Estados Unidos está a par das informações e estamos a tomar todas as medidas necessárias para identificar e corrigir quaisquer possíveis problemas relacionados a esta situação", declarou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, John Ullyot.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.