“O Governo português condena firmemente o atentado cometido ontem em Istambul. O Governo exprime a sua solidariedade com o povo e as autoridades turcas e reafirma o empenhamento de Portugal na luta contra o terrorismo em todas as suas formas”, lê-se no comunicado.

Segundo a polícia, um homem vestido de Pai Natal entrou na discoteca Reina, uma das mais conhecidas de Istambul, e começou a disparar, matando pelo menos 39 pessoas, das quais 16 de nacionalidade estrangeira, e ferindo outras 69.

O atacante fugiu e está em curso uma operação policial de busca e captura.

No ano de 2016, a Turquia sofreu uma série de ataques, a maioria reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico ou pelos rebeldes curdos e que provocaram centenas de mortos.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, assegurou hoje que a Turquia “vai continuar a lutar contra o terrorismo e fazer tudo o que for necessário para garantir a segurança dos seus cidadãos e a paz na região”.

Erdogan acrescentou que a Turquia vai afetar todos os meios necessários, desde militares, económicos, políticos ou sociais, para combater “organizações terroristas” e os países que as apoiam, sem especificar a que grupos ou Estados se referia.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.