O aviso do Hamas foi divulgado hoje de manhã, poucas horas depois do disparo de um foguete a partir de Gaza que atingiu território israelita e matou um habitante da cidade de Ashkelon.

O foguete palestiniano foi disparado depois de um ataque aéreo israelita contra o edifício da televisão de Gaza.

Um porta-voz da ala militar do Hamas, identificado como Abu Obeida, refere num comunicado que Ashkelon “entrou no raio de ação do fogo israelita" e que a ação é uma resposta aos "bombardeamentos que atingem os edifícios de Gaza”.

O mesmo documento indica que a cidade de Beersheba vai ser o “próximo alvo do Hamas” se “o inimigo” (Israel) continuar a atingir edifícios civis.

Os alertas antiaéreos continuam ativos nas comunidades israelitas periféricas a Gaza desde o princípio da tarde de segunda-feira.

O Exército de Israel indicou que, até ao momento, foram lançados mais de 400 projéteis a partir de Gaza e que se registaram 150 ataques de “represália” contra posições palestinianas.

“Estamos perante uma ‘chuva de foguetes’ lançada contra civis israelitas. O Exército está a atacar as infraestruturas terroristas do Hama”, disse o tenente-coronel Jonathan Conricus durante uma conferência de imprensa.

O oficial acrescentou que se trata do “ataque mais grave das organizações terroristas de Gaza contra civis israelitas”.

Aviões de combate e blindados israelitas atacaram durante a noite “várias infraestruturas”, como armazéns, fábricas de armas e um túnel, além da sede da televisão Al Aqsa (que pertence ao Hamas) e instalações dos serviços de informações e da segurança interna de Gaza, tendo morrido quatro pessoas.

De acordo com fontes médicas palestinianas, quatro pessoas morreram e pelo menos dez ficaram feridas na sequência dos bombardeamentos israelitas.

O porta-voz militar israelita acrescentou que as milícias do Hamas e outros grupos armados palestinianos têm mais de 20 mil foguetes e granadas de morteiro no arsenal de Gaza, sendo que “alguns” são de médio alcance e podem, eventualmente, atingir Telavive e Jerusalém, a dezenas de quilómetros de Gaza.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.