O ministro de Estado e Administração Interna francês, Gérard Collomb, anunciou esta terça-feira na rede social Twitter a libertação em segurança dos reféns que estiveram sequestrados durante a tarde na capital, Paris.
A polícia de Paris pedia na rede social Twitter que não fossem transmitidos falsos rumores, confirmando no entanto a existência de um sequestro no Distrito X.

Segundo o jornal Le Figaro, o homem afirmava estar armado e pedia para falar com a embaixada iraniana para que pudessem transmitir uma mensagem ao Governo francês. O sequestro ocorreu numa loja, no n.º 45 da rua Petites-Écuries.

Valentine Arama, jornalista do Le Figaro no local, indica que os bombeiros transportaram uma pessoa numa maca.

O jornal Le Parisien referia a existência de dois reféns, incluindo uma mulher grávida. Fonte da Polícia disse à Reuters que o sequestrador inicialmente atingiu uma pessoa que conseguiu escapar.

Segundo Yves Lefebvre, membro do sindicato da Polícia, em declarações à BFM TV, "as autoridades vão tentar iniciar uma negociação com o homem".

Não há ainda detalhes sobre a idade ou aparência do sequestrador.

A polícia está no local com a Brigada de Intervenção Rápida . O bairro está fechado ao trânsito.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.