“Na sequência do aumento do número de casos covid-19 no Porto Santo, foi assegurada a disponibilização de um novo espaço para alojar doentes, no pavilhão multiusos, uma vez que a unidade hoteleira dedicada a estes casos está quase a esgotar a sua capacidade”, lê-se na informação divulgada pelo gabinete do secretário da Saúde madeirense.

O documento refere que a partir de hoje “o Porto Santo irá disponibilizar mais 50 camas para fazer face ao aumento de casos positivos” e acrescenta que “a preparação deste novo espaço resultou de um trabalho conjunto com várias entidades”.

Entre elas estão o Comando Operacional da Madeira, através da Zona Militar da Madeira, o Serviço de Saúde da Madeira, a Direção Regional de Saúde, o Serviço Regional de Proteção Civil, a Autoridade de Saúde local, o município e o responsável do Porto Santo na estrutura do Governo Regional.

O executivo madeirense assegura que “o espaço reúne todas as condições necessárias para assegurar o isolamento e o bem-estar dos doentes com covid-19”.

“A redução do risco de transmissão do vírus depende do comportamento de cada um”, sublinha, enfatizando a importância da adoção de “comportamentos assertivos e do cumprimento escrupuloso das medidas de prevenção da covid-19”.

Fonte do gabinete do secretário da Saúde da Madeira adiantou à agência Lusa que a unidade hoteleira dedicada à covid-19 no Porto Santo “tem 42 quartos e está no limite, pelo que foi necessário acionar este novo espaço”.

A mesma fonte referiu que, de acordo com os dados das autoridades de saúde, o Porto Santo tinha sinalizados na terça-feira “64 casos ativos”.

Esta ilha tem uma população residente na ordem das 5.000 pessoas, mas é um destino muito procurado nos meses de verão para férias, sobretudo pelos residentes da ilha da Madeira.

Este ano, com algumas ligações aéreas, o Porto Santo tem registado uma população de 30.000 pessoas.

Os mais recentes dados divulgados pela Direção Regional de Saúde, na terça-feira, indicam que a Madeira registou 25 novos casos de covid-19 e mais 30 casos de recuperação, estando reportadas 308 situações ativas e 10 hospitalizações.

A covid-19 provocou pelo menos 4.370.427 mortes em todo o mundo, entre mais de 207,84 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.573 pessoas e foram registados 1.004.470 casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.