A decisão foi tomada pela direção do Chega e pela Mesa da Convenção e o evento vai seguir-se às eleições diretas para a liderança, agendadas para 05 de setembro. Questionado pela Lusa, Ventura confirmou que se vai recandidatar à liderança do partido.

A convenção “contará com a participação dos diversos partidos europeus, parte da família europeia do Chega, o grupo Identidade e Democracia (ID)”, garantiu Ventura.

André Ventura adiantou que a presença do presidente da ID, o belga Gerolf Annemans (Interesse Flamengo” “já está confirmada”, enquanto a francesa Marine Le Pen (Frente Nacional) e o italiano Matteo Salvini (Liga Norte) estão por confirmar.

Os dois dias de trabalho vão decorrer, “em princípio, na Arena da Universidade de Évora”, sendo antes eleitos 500 delegados de todo o país, já contando com membros inerentes e observadores.

O então presidente eleito vai propor nomes para a nova direção e restantes órgãos sociais que terão de ser aprovados pela maioria dos delegados presentes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.